O descanso

[Spoilers] Dream (Bi-mong), filme de 2008 realizado pelo coreano Kim Ki-duk. Apesar do filme não ter o mesmo calibre de muitas das suas restantes obras, a cena final é extremamente bela. Durante o filme, os nossos protagonistas apercebem-se de que possuem uma ligação um pouco incomum. Ran sofre de sonambulismo e sempre que Jin sonha esta acaba por realizar esses seus "desejos inconscientes" durante o sono. Depois de muitas peripécias apenas entendidas por eles próprios, Ran acaba na prisão tal como a vemos na referida sequência. Jin apercebe-se que apenas morrendo é que irá conseguir proporcionar um verdadeiro descanso a Ran, na medida em que não conseguirá sonhar mais. Já não se encontra incluído nesta cena mas é interessante o facto dela não ter tentado sequer impedi-lo quando este lhe contou do seu futuro suicídio. Apesar de o amar sabe que é a única hipótese possível, caso contrário nunca irá descansar. Quando Jin se suicida, a sua mente continua interligada com a rapariga, levando-a igualmente a suicidar-se. Como se no seu íntimo o desejasse, que ela o encontrasse para todo o sempre. A companheira de cela que a ajuda a subir ao patamar da morte. A sua transformação numa borboleta, símbolo de transformação e de um novo começo. O encontro simbólico final entre ambos. Poesia nas imagens. Uma cena final meticulosamente bem trabalhada que ajuda a tornar o filme memorável.
There are no butterflies in the winter

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Crítica: Holocausto Canibal (1980)

TCN 2014: Nomeações

A ventoinha de Laura Palmer